O Esplendor de Saint Sernin – O Auge do Românico

n1209

A maravilha de Toulouse se impõe sobre o Haute Garonne e Saint Sernin mais ainda. As datas da construção da basílica não são muito claras, mas parece que o trabalho teve início por volta do ano 1000. A sua base como basílica, pois no decorrer do tempo houve inúmeras reformas e ampliações, foi em 1096 e a igreja foi dedicada ao primeiro bispo e mártir da cidade, Saint Saturnin (transformada para ” sernin “). Saint Sernin é uma das maiores igrejas de peregrinação e, provavelmente, foi o modelo para a Catedral de Santiago de Compostela. Ela tem os mesmos corredores laterais duplos e ambulatórios com capelas amplas e bonitas o que amenizava a dor e o sofrimento dos peregrinos.

?????????????????????????????

A basílica também desempenhou um papel vital na unificação da França. No decurso da cruzada albigense, os “cruzados” liderados por Simon de Montfort confrontaram-se com Raymond VI, o conde de Toulouse, que era aliado de Pedro II de Aragão. Trágicas e sangrentas batalhas se sucederam. Simon de Montfort, suscitou amor e ódio. Ninguém contestava sua forma de comandar e guerrear. Suas tropas o admiravam como líder exemplar e carismático. Os principais homens da cristandade consideravam-no como um instrumento do Céu e da justiça religiosa. Mas sua pilhagem brutal na região do Midi causou inúmeras vítimas que até hoje execram os seus descendentes. Montfort foi um grande líder militar e decisivamente derrotou Pedro e Raymond na Batalha de Muret, em setembro de 1213. Pedro foi morto, mas Raymond manteve a resistência. Toulouse, a capital do reino de Tolosa, foi ocupada sucessivamente por ambos os lados que sofreram um processo doloroso de inúmeras perdas humanas. Em 1215, Raymond aproveitou a ausência de Montfort e voltou a assumir o comando da cidade.

Montfort imediatamente voltou a sitiar a cidade. No 25 de junho de 1218, no entanto, a nobreza de Toulouse (Toulousains) ajudaria na defesa da cidade rosa e também nas obras de conclusão da Basílica de Saint Sernin, ainda não concluída por causa das devastações das guerras em curso, Montfort foi morto por uma pedra atirada do telhado da Basílica. Diz a lenda que a pedra foi arremessada por donas e tozas e mulhers (senhoras, meninas, e mulheres).

A morte de Montfort mudou o caráter da chamada cruzada. Seu filho Amaury de Montfort foi incapaz de segurar as terras conquistadas por seu pai e passou suas reivindicações ao rei da França. Desse momento em diante, a luta se tornou política. Blanche de Castille, regente de seu filho Luís IX solucionou o impasse com o Tratado de Paris-Meaux em 1229. A única filha de Raymond, Joan, condessa de Toulouse, e Alfonso, Conde de Poitou em 1237, filho do rei Luís VIII casaram-se e selaram o tratado e o compromisso de paz. Parte do tratado estipulava que, se o casal morresse sem filhos, a região do Languedoc reverteria para a coroa francesa. Ambos, Alfonso e Joan morreram retornando das cruzadas na terra santa. Luís IX e a coroa herdaram a província de Languedoc, como parte integrante das terras francesas.

Hoje, a grande basílica de Toulouse não nos mostra nenhum vestígio das guerras horríveis que terminaram o movimento dos cátaros na terra da langue d’oc. A abóbada de barril de Saint Sernin se destaca como um belo monumento às aspirações mais pacíficas dos antepassados da região.

Saint Sernin é conhecida pela sua imponência, a sua maravilhosa cor rosa e a magnífica escultura que adorna a igreja. Centenas de capitéis muito bonitos e tímpanos destacam as entradas da igreja. O melhor da escultura românica são destaques no ambulatório. Estas placas esculpidas, construídas nos mesmos, são esculpidas em mármore. O ‘Cristo Rei’ é o mais famoso, e remonta ao início do século 12.

n1200O tímpano do portal Miègeville data da primeira ou segunda década do século XII e foi influenciado pelos primeiros relevos sarcófagos cristãos. Este conjunto ‘Ascensão’ marca o início do renascimento da escultura monumental medieval. Saint Sernin é a maior representação da arte românica na Europa medieval. Suas esculturas e formas definem sua aparência como única. Sua composição é de uma aparência estonteante. Tudo é belo e grandioso. Miègeville tímpano portal, Basilique Saint Sernin.

n1213

Hoje a língua do Sul está experimentando um renascimento – occitan é encontrado em sinais e ouve-se nas esquinas e mercados, principalmente o de Saint Sernin aos domingos pela manhã.  Em Toulousa as bandeiras da Occitânia tremulam e nos arredores de Saint Sernin mais ainda. Foi lá que ganhei uma que está guardada em meu escritório.

E Simon de Montfort ainda é lembrado com desprezo. Mas ninguém poderia ter previsto tais resultados extraordinários dos atos bélicos de mulheres e crianças de pé no telhado da basílica, naquele dia de junho de 1218. Uma pedra tirou a vida do líder da Cruzada e pavimentou o caminho para a reino medieval de Tolosa para passar posteriormente para as mãos do rei francês que o povo da região tanto odiava. Saint Sernin você viu tantas coisas e hoje nos dá outras tantas. Preserve-se, fique sempre conosco. Amém em qualquer credo.

n1225,55

Paulo Edmundo Vieira Marques

Professor, Historiador e escritor medievalista.

Este texto é uma homenagem para as minhas grandes amigas e admiradoras de Saint Sernin, obrigado Tania Araujo e Patricia jane Dugan, a contribuição de vocês na viagem foi preponderante. Beijos.

Post Footer automatically generated by wp-posturl plugin for wordpress.

Tiny URL for this post:
 

One thought on “O Esplendor de Saint Sernin – O Auge do Românico

  1. Tania Araujo

    Ler os textos do professor Paulo Edmundo Vieira Marques é viajar, voltar no tempo, sonhar acordada com as maravilhas por ele descritas… Ah, o medievo… coisa linda!
    Obrigada, professor!

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *